Aprenda técnicas de respiração para aumentar a produtividade no trabalho!

Quer encantar clientes? Aprenda aqui 7 boas práticas!
1 de agosto de 2018
5 dicas de ouro para desenvolver equilíbrio emocional no trabalho
17 de agosto de 2018

Excesso de informação, deadlines apertados, aumento de demandas e reduções de equipes fazem com que as rotinas no trabalho sejam extremamente exaustivas e estressantes. Não raro, muitos colaboradores acabam necessitando se afastar do trabalho por problemas como ansiedade generalizada e depressão, causados por esses fatores.

Por isso, é essencial estimular formas de fazer com que seus funcionários — e você também!  relaxem durante o dia. Uma delas é por meio de técnicas de respiração. Quer aprender como praticá-las e entender como elas podem colaborar com a produtividade do trabalho? Continue a leitura e confira!

A importância de relaxar para ser mais produtivo

Você já percebeu que em dias que está mais estressado não consegue render no trabalho? A mente parece travar. Enquanto precisa terminar uma tarefa, está pensando nos deadlines a serem cumpridos até o final da semana, o relatório que precisa ser concluído, as recomendações que devem ser dadas à sua equipe etc.

E, muitas vezes, a mente pode ir até mais longe: o médico que precisa ser agendado, os filhos que devem ser buscados no colégio, alguma conta que precisa ser paga… Provavelmente, ficou ansioso só de ler, não é mesmo? Imagine isso todos os dias. Afinal, as rotinas são atribuladas constantemente.

Em determinado momento, o estresse e a ansiedade chegam a níveis que realmente comprometem a vida da pessoa. Quem não consegue relaxar não foca estritamente na tarefa a ser realizada. Com isso, o resultado pode ser procrastinação, atrasos e um trabalho de qualidade ruim.

Além disso, há a possibilidade de desenvolvimento de transtorno de ansiedade generalizada e depressão, que poderão afastar os colaboradores e você mesmo por tempo indeterminado. Por isso, é essencial buscar formas de relaxar para que possa não só focar bem no trabalho e ser produtivo, mas garantir a sua saúde física e mental.

O conceito de mindfulness

Para isso, é essencial conhecer o mindfulness. Com o foco na “atenção plena”, essa metodologia implica em ensinar a permanecer no presente, encontrar equilíbrio emocional e se atentar a todas as sensações.

Inspirada no budismo, ela alia exercícios de meditação e técnicas de respiração para trazer o foco para o presente, deixando de lado preocupações futuras e excessos de pensamentos. Com base científica de comprovação de resultados positivos, é utilizada até mesmo pelo Google e pela Intel para melhorar a produtividade dos funcionários e aperfeiçoar o ambiente de trabalho.

Um dos pilares do mindfulness é utilizar técnicas de respiração para aliviar a bagunça da mente, para que se possa ter maior tranquilidade e relaxamento.

Vantagens da prática de técnicas de respiração no ambiente de trabalho

E como isso pode contribuir positivamente com o ambiente de trabalho? Em primeiro lugar, um dos objetivos do mindfulness e das técnicas de respiração é evitar focar nos mais diversos pensamentos que venham à cabeça, deixando sua atenção para a respiração naquele momento.

Dessa forma, as diversas inferências constantes, que afetam a mente e levam ao estresse e à ansiedade, simplesmente passam. Sem o foco nelas, sua mente ficará livre e tranquila.

Isso é essencial até mesmo para encontrar soluções criativas que não apareceram devido às atribulações causadas por pensamentos inquietantes. Ou seja, a resolução de um problema importante pode estar aí na sua cabeça, mas outras questões podem fazer com que você não consiga ver isso.

Pessoas mais relaxadas conseguem ter relações interpessoais mais tranquilas, tornando o convívio com os colegas mais fácil, evitando brigas e discussões desnecessárias. Com isso, todos saem ganhando, principalmente aqueles que dependem de trabalho em equipe.

Outro ponto imprescindível é o aumento da produtividade, que pode chegar a 40% utilizando o mindfulness em sua rotina. Como falamos, com o foco no presente, a mente para de vagar em direção a questões futuras que não poderão ser resolvidas naquele momento e que atrapalham o andamento da execução de tarefas.

Técnicas de respiração para aplicar durante sua rotina de trabalho

Exercícios de respiração podem ser realizados todos os dias. Pode-se praticar individualmente ou também ser conduzidos para todos os colaboradores e gestores da organização em um horário fixo, incluído na agenda da empresa.

Não é preciso muito tempo: entre 5 e 15 minutos são o suficiente para trazer resultados bem significativos. Pode-se também ensinar aos colegas que, em casos de excesso de pensamentos vindo à cabeça ou quando o estresse bater, pode ser interessante tirar alguns minutos para realizar essas técnicas e retornar às atividades.

O ideal é que sejam realizados em um ambiente à parte do escritório, para estar focado no exercício e não ser interrompido pelos demais colegas. Além disso, a agitação gera dificuldades de concentração, atrapalhando o intuito da atividade.

Algumas técnicas importantes são:

  • respire curtamente quatro vezes e, em seguida, faça uma respiração profunda, completando um ciclo. Lembre-se sempre de fazer esse movimento apenas pelo nariz. Você deve fazer quatro vezes esse ciclo, concluindo 20 respirações no final;
  • respirando apenas pelo nariz, faça 20 movimentos de inspiração e expiração, posicionando a língua entre os dentes e com os lábios fechados. Ela é útil para aliviar sentimentos de raiva, bem como também pode ajudar a diminuir a tensão no maxilar, comum em pessoas que estejam bem estressadas;
  • agora é a vez de respirar pela boca. Nesse caso, ela deverá estar bem aberta, tanto no momento de inspirar quanto ao liberar o ar. Faça isso 20 vezes profundamente. É ideal em momentos em que a tristeza e angústia estejam presentes;
  • inspire e expire 20 vezes com a boca bem aberta;
  • de forma bem suave, faça o movimento de respiração. O ar não deve fazer qualquer som ao entrar e sair. Esse controle é importante para entrar em estado de meditação e sentir a energia do corpo. Ela pode ser feita também ao dormir, ajudando a relaxar e esquecer as preocupações do dia.
  • faça duas séries de 10 repetições: nove respirações curtas e uma bem profunda e lenta. Ideal para quem está estagnado e sem conseguir evoluir no trabalho.

Você pode fazer cada uma delas quando se sentir sufocado ou inquieto ou então realizar todas em sequência em uma pausa mais longa. O importante é atentar-se para os sinais do corpo e da mente e não deixar de praticar as técnicas quando for necessário.

Caso sinta-se estressado, cansado, tensionado, com dores de cabeça e sem foco, pode-se aplicar esses exercícios.

Você costuma se sentir estressado, inquieto e com a mente fervilhando durante o trabalho? Já experimentou essas técnicas de respiração? Conte para nós suas experiências nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se!


×
Inscreva-se!


×