Como assumir o controle da minha vida?

O que você deseja? Veja 5 dicas para construir um legado!
11 de Janeiro de 2018
Empoderamento feminino: saiba como estimular no ambiente de trabalho!
7 de Fevereiro de 2018

Apesar das conquistas alcançadas, muitos de nós estamos cada vez mais perdidos em nossa própria existência. Continuamos seguindo em frente, mas a sensação é a de que não participamos efetivamente da escrita de nossa história. Talvez hoje mesmo você já tenha se perguntado: “será possível retomar o controle da minha vida?”

O tempo passa e nos sentimos como que presos nos mesmos ciclos repetidamente, muitas vezes por não saber lidar com o medo do que ainda é desconhecido. As rotinas se tornam tão desinteressantes que preferimos nem pensar no que estamos fazendo.

Muitas vezes estamos tão mergulhados nesses sentimentos que não conseguimos enxergar outros horizontes. Mesmo querendo mudar, desacreditamos que somos capazes de fazer diferente ou não sabemos por onde começar.

Apesar das dificuldades, sempre é tempo de desenvolver esse processo em nós mesmos! Explicaremos aqui algumas maneiras práticas de como reassumir o controle e participar diretamente da escrita da sua história pessoal. Acompanhe:

Saiba do seu valor

Às vezes, esperamos tanto de nós mesmos que não conseguimos sair do lugar exatamente por isso. Não importa o quão longe conseguimos chegar, continuamos sendo perseguidos por um sentimento de fracasso e incompletude.

Fazemos comparações com outras pessoas e acabamos sendo injustos conosco, elevando a experiência alheia e desvalorizando o que somos e o que construímos.

Antes de estabelecer novos rumos é preciso saber bem do seu valor e do que você construiu até aqui. Pense em quantas batalhas você já enfrentou para alcançar o lugar que você ocupa hoje e a quantidade de aprendizado acumulada nesse trajeto.

Podemos passar a vida toda esperando a aprovação dos outros quando, na verdade, essa aprovação deve vir primeiro de nós mesmos. Ninguém melhor do que você para reconhecer suas realizações e seus pontos fortes.

Todos têm diferentes habilidades e capacidades, é preciso reconhecer e focar as energias naquilo que conseguimos fazer de melhor. Celebrar nossas capacidades e talentos, além de fazer justiça às nossas falhas são caminhos interessantes para nos apropriarmos da nossa existência de maneira equilibrada.

Descanse o tempo que o seu corpo precisa

Por estarmos atribulados demais com as tarefas do cotidiano, tendemos a desprezar a diferença que um descanso regular tem para a saúde. Como ser capaz de fazer aquilo que é realmente necessário se nos mantemos em um contínuo estado de semiconsciência, um torpor constante gerado por noites maldormidas?

Devemos levar a sério a importância do bem-estar físico para realizar as atividades da forma mais plena possível. Usamos desculpas como os filhos e o acúmulo de trabalho para continuar com péssimos hábitos de sono, entretanto, sempre é possível reorganizar sua rotina para garantir esse espaço sagrado em seu cotidiano. 

Se as suas atividades são tantas que não lhe permitem nem ter o mínimo de descanso possível, pode ser a hora de reconsiderar a quantidade de tempo que você tem dedicado ao trabalho ou a forma com que suas tarefas poderiam ser melhor divididas, especialmente com quem tem as mesmas responsabilidades que você.

Faça uma coisa de cada vez

Tentamos otimizar nosso tempo de tantas formas que acabamos nos atrapalhando nesse processo. Procure realizar seus objetivos um a um e provavelmente você terá muito mais sucesso e uma visão mais clara de quais são os seus propósitos de vida.

Quando tentamos realizar múltiplas tarefas simultaneamente, é provável que nenhuma delas acabe sendo realmente bem-feita. Corre-se o risco, ainda, de deixar algumas delas pela metade. Dedique-se completamente a cada objetivo e faça com perfeição aquilo que se propõe a fazer.  

Celulares e computadores são armadilhas nesse sentido. Recebemos informações e demandas de muitos meios e acabamos nos distraindo por todo tipo de estímulo, favorecendo a temível procrastrinação — uma inimiga dos resultados.

Saiba priorizar o que há de mais importante a ser feito e elimine um objetivo por vez. A sensação de realização e a qualidade da sua produção será mais eficiente seguindo esse parâmetro.

Conheça o seu funcionamento próprio

Cada pessoa tem a sua maneira particular de produzir e se desenvolver. Há pessoas que funcionam melhor a partir da escrita, outras pela fala ou pela leitura. Uns produzem melhor durante o dia, outros durante a noite. Pense um pouco sobre si mesmo e utilize esses conhecimentos a seu favor.

É comum que já tenhamos as respostas necessárias para aumentar a nossa qualidade de vida, entretanto, tendemos a ignorar essa sabedoria interna e seguir aquilo que o mundo dita como adequado.

Às vezes, preferimos até mesmo fingir não saber daquilo que nos faz bem ou mal como uma forma de enganar a nós mesmos. São artifícios que criamos para não ter que lidar com a responsabilidade de ser quem realmente somos.

Ignoramos, por exemplo, o efeito que uma alimentação balanceada tem em nosso organismo. Para além de engordar ou emagrecer, comer bem e de modo adequado permite que nosso corpo tenha muito mais energia e disposição para lidar com os percalços do dia a dia.

Sabemos de nossos limites e necessidades, mas preferimos deixar as consequências para o nosso “eu do futuro” em troca de um prazer imediato. Conhecer um pouco mais sobre nós mesmos e colocar esse conhecimento em prática é uma forma eficaz de produzir mudanças valiosas em nossa experiência.

Desligue o piloto automático

Uma queixa comum a diversas pessoas hoje é o sentimento de que vivemos nossas vidas no piloto automático. Os dias passam de maneira indiferente e repetitiva. Sentimos até mesmo uma sensação de que outra pessoa esteja vivendo a vida em nosso lugar.

Somos tão frustrados pela maneira como levamos o cotidiano que tendemos a repeti-lo sem nem pensar no que estamos fazendo. A boa notícia é que foco e atenção são habilidades que podem ser desenvolvidas por qualquer pessoa.

Para que suas ações tenham importância, é necessário que você encontre um propósito e uma motivação em realizá-las. No trabalho, por exemplo, mesmo nos momentos mais tediosos e difíceis é possível encontrar maneiras criativas de encarar e executar as atividades com responsabilidade. Atitudes como essa fazem toda a diferença para um crescimento profissional.

Precisamos entender também que não existe um desenvolvimento pessoal sem um esforço contínuo e árduo. Não podemos fazer aquilo que mais gostamos toda a parte do tempo. Alguma renúncia sempre é necessária para podermos alçar posições melhores.

Se permanecemos em um nível medíocre e automático de produção, corre-se o risco de não nos desenvolvermos plenamente. Para irmos além de nossa zona de conforto, a dedicação e o empenho são indispensáveis.

Você pode estar se perguntando: “se eu seguir esses passos, realmente assumirei o controle da minha vida?”. O processo que estamos discutindo aqui não se realiza da noite para o dia ou se conclui definitivamente.  É uma busca sobre a qual sempre devemos estar atentos.

Ao mesmo tempo, só você saberá dizer o quão distante você está da sua própria história e que caminhos poderão ser tomados para melhorar sua relação consigo mesmo.

Considerar recorrer a um auxílio externo pode ser uma possibilidade interessante para retomar os eixos e enxergar os primeiros passos a serem tomados. Muitos caminhos são possíveis, mas só cabe a nós mesmos nos responsabilizarmos pela vida que levamos.

Depois da leitura deste texto, pergunte-se: “eu estou pronto para assumir o controle da minha vida?”. Para te ajudar ainda mais nessa tarefa, leia também o nosso texto a respeito da prática do autoconhecimento e continue a desenvolver plenamente o seu potencial!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se!


×
Inscreva-se!


×