Propósito de vida: passos para você se encontrar

o que é coaching
O que é coaching: veja como funciona e seus benefícios
1 de setembro de 2017
Guia do autoconhecimento: importância para sua vida
Guia do autoconhecimento: importância para sua vida
25 de setembro de 2017
Proposito de vida passos para voce se encontrar

Pare por um segundo e responda, sem hesitar: você se sente plenamente feliz com a história de vida que vem escrevendo? Sente seu coração vibrar e seus olhos brilharem? Se a resposta for não, talvez esteja faltando algo muito simples (mas fundamental) para escrever um destino plenamente feliz: propósito de vida.

O ser humano costuma traçar inúmeras metas e planos a curto e a longo prazo, no decorrer da vida. Entretanto, para muitas pessoas, parece que há uma insatisfação permanente e uma realização inacabada, resultando naquela “sensação de vazio”, que não sabemos como preencher.

E aí que se encaixa o propósito de vida, o sentimento de que estamos cumprindo uma “missão da alma”, algo tão profundo e tão particular, mas ao mesmo tempo tão gratificante, que nos dá a sensação de que nascemos para realizar aquilo!

Todos nós conhecemos pessoas que parecem transbordar essa alegria da autorrealização. Ela pode vir de atividades como escrever, curar pessoas, cozinhar ou pintar paredes maravilhosamente bem.

Essas pessoas encontraram, certamente, seu propósito de vida e conseguem inspirar o mundo com a sua realização, pois expandem uma aura de amor, criatividade e energia positiva por onde passam!

Se a esta altura do texto você gostaria de estar sentindo a satisfação interior que elas já encontraram, continue a leitura! E descubra seu propósito de vida com sete dicas simples e pontuais!

Exercite o autoconhecimento

O aforismo grego “Conhece-te a ti mesmo”, prescrito seis séculos antes de Cristo, mostra a importância do autoconhecimento desde tempos remotos na história da humanidade. De fato, descobrir o sentido da sua vida começa por entender melhor quem você é, muitas vezes sabendo “ouvir” o que dizem o coração e a intuição.

Há vários caminhos para encontrar a autorrealização e a felicidade, mas são as nossas emoções que definem qual é o melhor para nós. Contudo, não se conhecendo profundamente, sem perceber todos os pontos fortes e fraquezas, definir o seu propósito de vida pode ser confuso ao esbarrar na insegurança e no medo.

E na busca por si mesmo, vale lançar mão de diversos meios como ampliar os conhecimentos, através da leitura e da descoberta de novos passatempos; a percepção de si mesmo, através da identificação de limitações, necessidades e fontes de estresse e desânimo, e, se necessário, com auxílio de psicoterapia e coaching, que são ferramentas importantes para o autoconhecimento eficaz.

Crie um painel de visualizações

Todo mundo já brincou de quebra-cabeças e corte e colagem, um dia, quando criança. Pois saiba que esta brincadeira inocente pode ajudar muito você a encontrar seu propósito de vida. Ao montar o chamado painel de visualizações, você cria uma nova visão da sua vida (a que você deseja) e materializa sonhos, por meio de imagens e frases inspiradoras que façam sentido para você.

O ideal é colocar o quadro em um lugar onde seja possível a sua visualização contínua, já que o objetivo é inspirar e despertar a sua mente (e seu coração) para lugares, pessoas, situações, profissões que lhe tragam sensação de felicidade e bem-estar, ajudando-o a encontrar o sentido da vida e a realização que tanta almeja.

O principal é se lembrar, todos os dias, do caminho que você deseja alcançar, ganhando força para concretizá-lo.

Descubra em que você é bom

Você pode até duvidar, mas todo mundo, sem exceção, possui pelo menos um dom, algo em que é bom de verdade. Limpar um jardim, ensinar, dirigir, cuidar de animais, fotografar, já sabe qual o seu talento nato? Quando você identificar o que realiza de melhor, tenha certeza de que recebeu esse dom do universo para uma finalidade: realizar seu propósito de vida.

Contudo, nosso maior talento não é apenas uma habilidade em que nos destacamos. Precisa estar acompanhado de alegria, motivação, amor e fazer a pessoa se sentir útil ao mundo. Pense que você não recebeu um dom apenas para expandir seu ego, mas, com certeza, para fazer a sua parte por um mundo melhor e mais diversificado.

Se ainda não sabe o seu “talento”, pergunte-se: o que faço bem, com paixão, e que me dá prazer e orgulho? Reflita e anote entre as frases do painel que você visualizará diariamente, para não se esquecer do seu potencial.

Aprimore seus dons

E quem pode afirmar que só temos um dom? Mesmo que você seja muito bom em uma coisa, amplie suas possibilidades e veja outras habilidades “secundárias”. Além disso, procurar meios para usar positiva e construtivamente o(s) seu(s) talento(s) é tão importante quanto identificá-los.

Portanto, reflita se você já usa todas essas aptidões com a frequência que deseja. Senão, incorpore no seu dia a dia formas de aprimorar seus dons, mesmo que, em princípio, esporadicamente.

Use a criatividade e veja como usar suas habilidades com seus amigos, na sua família, profissionalmente ou apenas como lazer. Enfrente os desafios que surgirem e, ao longo do caminho, vá se espelhando em quem já encontrou o sucesso. Se preciso, para investir no seu dom, mude o estilo de vida e refaça a agenda. Lembre-se de que é a sua felicidade que está em jogo.

Observe seus passatempos preferidos

“Você pode descobrir mais sobre uma pessoa em uma hora de brincadeira do que em um ano de conversa”, escreveu o filósofo grego Platão. Refletindo sobre essa frase, não é verdade que uma pessoa descontraída, consegue deixar de lado a timidez e a formalidade, sendo, finalmente, ela mesma?

Agora leve esse pensamento para o processo de autoconhecimento em busca do seu propósito e lembre-se dos seus passatempos preferidos, aqueles que o fazem se sentir sendo “você mesmo”. Esses momentos têm muito a ver com o que faz sentido para você.

E quem sabe um dos seus passatempos favoritos não possa virar um negócio de verdade? Pense sobre isso e anote, sem medo, tudo o que faz seu coração bater mais forte, simplesmente quando é você mesmo.

A resposta para essas questões revelará o que existe de mais verdadeiro dentro de você, a sua essência. Ou seja, o caminho para uma vida com mais propósito!

Saia da zona de conforto

Você prefere ficar onde está ou enfrentar seus medos e alcançar o que deseja? Se queremos mudar a nossa vida, realizar esforços é inevitável. Pise fora da sua zona de conforto para encontrar a felicidade e se libertar de um presente sem motivação.

Mude de postura perante a vida. Realize o que for preciso para aproximar-se de seus objetivos e metas, de si mesmo. Ao ficarmos na zona de conforto, procrastinamos, perdemos ótimas oportunidades (que podem não voltar) e deixamos de expandir nosso potencial.

Por isso, pesquise, leia, viaje, conheça novas pessoas e novos lugares, cerque-se de hábitos e pensamentos que alimentem sua mente de forma criativa e positiva. Crie sempre novas metas e desafie-se a aprender algo novo para alcança-las. Daí podem surgir novos passatempos que você nem sabia que gostava.

Ofereça ao mundo o seu propósito de vida

Temos que ter muito orgulho de nós mesmos, pois cada um possui uma combinação única de aprendizado, conhecimento, experiências, aptidões e sonhos.

De forma mais ampla, é um ato altruísta oferecer ao mundo o que você possui de melhor, o seu propósito de vida. Se você cozinha bem, quantas pessoas pode fazer feliz com essa atividade?

Quando desanimar na sua busca, lembre-se de que além da sua própria felicidade, a realização do seu propósito é o legado que você está deixando para o mundo.

Então, escreva a sua história da melhor maneira possível, repleta de paixão, emoção e até erros, que nos ensinam tanto quanto os acertos e também servirão para motivar outras pessoas a não desistirem diante de obstáculos.

Trabalhe em torno do seu objetivo até conseguir. Seja ousado, corajoso e aberto, sempre, a mudanças. Lembre-se de que ninguém pode garantir a sua felicidade por você, por isso seja o protagonista da sua vida e lute pelas suas conquistas e realização.

E quando a dúvida sobre seu propósito de vida bater, reflita: “O que me inspira? O que faz meu coração vibrar de verdade?”.

Em seguida, preste atenção aos sinais do seu corpo. Se você sentir uma energia pulsante e uma vontade de realizar um sonho, custe o que custar, siga em frente pelo caminho da autorrealização e da felicidade verdadeira.

E então, gostou do artigo? Já descobriu seu propósito de vida? Siga-nos no Facebook e Instagram e tenha acesso a novos posts sobre autoconhecimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se!


×
Inscreva-se!


×